O início avassalador do Phil Ivey Brasileiro

Conversamos com Rodrigo Brito, o jogador que acumula resultados surpreendentes jogando há apenas 1 ano. Confira!

1- Para gente começar a entrevista fale um pouco sobre você, quantos anos tem, onde mora e o que faz atualmente?
Tenho 34 anos, moro no Rio de Janeiro.

2 – Como conheceu o Poker e há quanto tempo joga ?
Eu conheci o poker há um ano atrás em uma situação engraçada. Foi em julho de 2018. Um amigo meu, Leandro Cysne, que jogava poker por hobby, veio um dia em minha casa trazendo um baralho me convidando para jogar. Ele me ensinou as regras, e brincamos em grupo apostando balas “Arcor”.
Esse foi o primeiro contato quem eu tive com o poker. Depois disso, toda semana nós fazíamos uma brincadeira, com R$ 30,00. Eu, ele e Luciano. Em novembro decidi me dedicar integralmente, fui na Leroy, comprei um quadro negro, giz e montei meu cronograma de estudo, passei a estudar mínimo de 5 horas todos os dias e foi quando entrei para o LineUP
WhatsApp
.

3 – Como conheceu o LineUP ?
Eu conheci o Line Up pela internet. Não lembro bem se foi através de algum link, ou através do Instagram do Bruno Foster. Eu vi que tinha uma promoção de três meses e resolvi entrar. Esse foi o meu primeiro contato com o LineUP ! Eu achei interessante, pois eu não tinha essa vivência diária de poker e nem amigos que tinham esses mesmos objetivos que eu tinha. É difícil hoje em dia, você encontrar alguém para estudar com você. Hoje não vivo sem o LineUP WhatsApp, kkkkkkk

4 – Você veio numa onda de resultados fantásticos nos últimos 6 meses, fala pra gente ai quais foram?
O primeiro grande torneio que joguei, foi o 500k do “BPL”. Foi o meu primeiro grande prêmio. Depois disso, fiz FT no ME do JPT “Le Canton”, fiquei em 7º lugar, ganhando algo em torno de R$ 5.000. Daí em diante, as coisas vieram acontecendo. Foi quando eu joguei o primeiro “Torneio do Milhão” da liga Brasil no “PP Poker”. Fiz o “heads up” e resolvemos fazer um acordo ficando com R$165.000.
Na semana seguinte iniciou o “CCTH” que é o evento mais importante do Rio de Janeiro. Tive a felicidade de ser campeão do Main Event e levei R$52.000,00 e logo depois fui campeão do “Main Event” do “Jokers Poker Club” onde levei mais R$12.000,00. E recentemente fiquei em terceiro no Torneio de 1.500,000,00 com acordo entre os 7 na mesa final e puxei mais R$109.000,00.

5 – Realmente fantásticos os resultados! Agora você faz parte do LineUP WhatsApp e do Atmosfera LineUP ? Como avalia a importância de cada um deles na sua evolução? Você se deparou com situações discutidas durante esses torneios?
O LineUP Whatsapp foi muito bom por essa questão. Eu encontrei um grupo onde há muitas pessoas com o objetivo de melhorar o seu jogo. Existem debates diários, não só sobre “mãos”, mas assuntos como “bank roll” , formas de estudo etc…
O LineUP parta mim, sem demagogia nenhuma, foi um “divisor de águas”. Eu lembro que quando eu entrei no LineUP, a primeira mão que eu tive dúvidas, o Chenaud fez a análise da mão cirurgicamente, e me fez entender que a minha jogada foi muito ruim, embora eu tenha levado o “pote”. Foi realmente um divisor de águas eu ter entrado para o LineUP. Tenho apreendido cada vez mais sobre o poker. O “Atmosfera” tem um conteúdo gigantesco de informações, Eu ainda não consegui ver tudo. É uma biblioteca gigantesca! Tem tudo ali para tirar dúvidas.

6 – Você realmente teve uma série de resultados bem rara pra quem joga há tão pouco tempo, o que destacaria que pode ter influenciado nesses resultados tão bons num período tão curto?
Muita dedicação e força de vontade. Tenho vivência diária com o poker, busco sempre melhorar, tenho ciência dos meus defeitos e busco melhorar sempre, nunca serei influenciado por um resultado, seja positivo ou negativo.

7 – Você foi pra Las Vegas agora, esse ano, certo? Como foi sua experiência por lá?
A minha experiência em Las Vegas foi maravilhosa! Para mim, foi como se eu estivesse na Disney – risos. Fui recepcionado pelo Chenaud. Ficamos no mesmo apartamento. Ele é um jogador excepcional e experiente.
Depois, fui para o salão e encontrei Bruno Foster, Giordano, Sabioni, Cavalito e Hugo Marcelo etc, todos na mesma sintonia com uma humildade gigantesca! Isso foi o que mais me impressionou. A humildade desses caras é sensacional! Eles querem ajudar de alguma forma. É muito bacana!

8 – Muita gente diz que você é parecido com o Phil Ivey, como foi isso em Vegas ? kkkkkk
O engraçado, é que em todas as mesas, eu era chamado de Phil Ivey – risos. Os americanos gostam muito do Phil Ivey.
Em todas as mesas em que eu entrava, eu chegava com cara de mau. Mas, era só eu puxar o primeiro “pote”, que começavam as brincadeiras: “ aaaa Phil Ivey” – risos. Aí, eu tirava aquela mascara de jogador mau e começava a rir. Já quebrava o gelo.
Outra coisa que eu achei sensacional em Las Vegas, é que lá, eles conversam muito nas mesas. Pode estar rolando aquela “meta game”, que aconteceu em uma mesa que eu estava no “Monster Stack”, em que dois jogadores estavam nivelados no level cinco, jogo pesado, só dava os dois na mesa. E eles estavam conversando, como se fossem melhores amigos. Em nenhum momento rolou um desentendimento entre eles. Eles brincavam o tempo todo. Achei isso sensacional!

9 – Deixe um recado pra quem está começando ou pensando em começar na caminhada do Poker
A mensagem final que eu deixo, para quem está nessa luta, para quem está começando no poker, é, em primeiro lugar, fazer aulas. Isso encurta o caminho! Mas o essencial mesmo é você ter dedicação! Se esforçar! Se você não se sacrificar, esqueça! Você não vai chegar a lugar nenhum. Ou, não vai chegar aonde à maioria chega.
Eu costumo dizer que quando você faz determinada coisa, e essa coisa é tão difícil, que em determinado momento você pensa em desistir, é a prova que você já chegou aonde muita gente não chegou. Ao invés de pensar em desistir, é onde você tem que “dar o gás”, para atravessar essa porta! Enquanto outros estão descansando ou desistindo, é a hora de você “dar o gás”! Se você estuda duas horas por dia, é hora de estudar quatro, cinco horas, seis horas por dia. É a hora de superar os obstáculos! Os resultados vão vir de forma gigantesca. Essa é a grande dica que eu deixo para quem está começando. Na verdade, é uma dica para a vida, para qualquer esporte. E mais ainda para o poker, porque o poker não depende só de nós. Às vezes nós tomamos as decisões corretas, mas as cartas não vêm. É bom ressaltar, que além dos vídeos, os livros são importantes. Eu já li, acredito que oito livros sobre poker. Muita gente diz que não vale à pena ler livros, que eles estão defasados. Eu acho que a essência e o conceito são fundamentais. Cabe a pessoa perceber o que está defasado e nunca seguir a risca o que está no livro. O importante é entender os conceitos. Isso melhorou muito a minha “jogabilidade”.


Vlw Phil Ivey, ops Rodrigo! Grande abraço e boa sorte nos estudos!

Para saber mais sobre os produtos LineUP, clique aqui e fale com a gente pelo WhatsApp!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *